top of page
  • Foto do escritorCliniprev

Os principais mitos sobre o autismo e a verdade sobre eles

O autismo é uma condição que afeta a maneira como uma pessoa percebe e interage com o mundo ao seu redor. Mas, infelizmente, muitas pessoas ainda têm ideias erradas e preconceituosas sobre o autismo. Esses mitos podem levar a mal-entendidos, estigma e exclusão social para aqueles que vivem com essa condição. Veja a seguir alguns dos mitos mais comuns sobre autistas e a verdade sobre eles.


Criança brincando com quebra-cabeça colorido

Autistas não têm emoções ou não demonstram emoções


Muitas pessoas acreditam que os autistas não têm emoções ou não conseguem expressá-las. Isso não é verdade. Os autistas podem sentir emoções intensas e complexas, assim como qualquer outra pessoa. No entanto, pode ser mais difícil para eles entender e expressar essas emoções, especialmente em situações sociais desafiadoras. Isso não significa que eles não se importam ou não sentem nada. Na verdade, muitos autistas podem, inclusive, sentir emoções de maneira mais intensa do que as pessoas neurotípicas.


Todos os autistas são iguais


O autismo é um espectro amplo e complexo que afeta cada pessoa de maneira diferente. Embora possam existir algumas características comuns entre pessoas autistas, como dificuldades na comunicação e interação social, cada indivíduo é único e tem suas próprias forças, desafios e interesses. É importante lembrar que estereótipos são prejudiciais e imprecisos.


Autistas não têm habilidades sociais


Embora seja verdade que muitos autistas enfrentem dificuldades na comunicação e na interação social, isso não significa que eles não possam ter habilidades sociais. Na verdade, muitos autistas podem ter habilidades sociais excepcionais em áreas específicas, como matemática, ciência ou música. Além disso, muitos autistas podem aprender e desenvolver a sociabilidade com o tempo e o apoio certo.


Autistas não conseguem se comunicar


A comunicação pode ser um desafio para muitos autistas, mas isso não significa que eles não possam se comunicar. Alguns autistas se comunicam verbalmente, enquanto outros podem usar linguagem de sinais ou mesmo a tecnologia para se comunicar. É importante lembrar que a comunicação não verbal, como expressões faciais, linguagem corporal e tom de voz, também é uma forma importante de comunicação que muitos autistas podem usar com sucesso.


O autismo é causado por vacinas


Este mito foi popularizado em 1998, quando um médico britânico publicou um artigo sugerindo que a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) estava ligada ao autismo. No entanto, estudos posteriores descobriram que não há nenhuma relação entre vacinas e autismo. O médico que publicou o artigo teve sua licença médica revogada por má conduta e seu estudo foi considerado fraudulento.


Todas as pessoas autistas têm habilidades especiais


Este mito é comum em filmes e programas de TV, onde personagens autistas são retratados como tendo talentos especiais, como memória fotográfica ou capacidade matemática avançada. Embora algumas pessoas com autismo possam sim ter habilidades excepcionais, isso não é regra.


A Cliniprev acredita que é importante desmascarar esses mitos para que possamos entender melhor e apoiar aqueles estão dentro do espectro, pois são indivíduos únicos, com suas habilidades e desafios. Nossos profissionais sabem dessa importância e são capacitados para oferecer o melhor atendimento a todos.



Comments


bottom of page