top of page
  • Foto do escritorCliniprev

Asma: como identificar os gatilhos e respirar melhor

A asma é uma doença crônica que afeta as vias respiratórias, causando inflamação e estreitamento delas. Isso dificulta a passagem do ar e provoca sintomas como falta de ar, dificuldade para respirar (especialmente durante atividades físicas mais intensas), tosse, chiado no peito, aperto no peito e até mesmo crises graves que exigem atendimento médico imediato. 


Mulher usando bombinha para asma

Gatilhos da Asma


Identificar os gatilhos da asma é o primeiro passo para controlá-la. Os gatilhos mais comuns são: 


Alérgenos: ácaros, poeira, mofo, pelos de animais, pólen e outros alérgenos podem desencadear crises de asma.


Irritantes: fumaça de cigarro, poluição do ar, produtos químicos e cheiros fortes podem irritar as vias respiratórias. 


Infecções respiratórias: resfriados, gripes e outras infecções. 


Exercícios físicos: em algumas pessoas, a prática de exercícios físicos pode desencadear a asma induzida por exercício. 


Fatores emocionais: estresse, ansiedade e fortes emoções podem agravar os sintomas da asma. 


Mudanças de tempo: ar frio, seco ou muito úmido pode irritar as vias respiratórias e desencadear crises. 


Medicamentos: aspirina, ibuprofeno e outros medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) podem piorar os sintomas da asma em algumas pessoas. 


A importância de conhecer seus gatilhos


Ao identificar seus gatilhos específicos, você pode tomar medidas para evitá-los ou minimizá-los, reduzindo o risco de crises de asma e melhorando sua qualidade de vida. 


Estilo de vida saudável: uma estratégia eficaz contra a asma


Um estilo de vida saudável pode ajudar muito no controle da asma. Aqui estão algumas dicas: 


Mantenha um peso saudável: o excesso de peso pode piorar os sintomas da asma, já que faz com que as vias respiratórias fiquem comprimidas, dificultando ainda mais a passagem do ar. 


Pare de fumar: o tabagismo é um dos principais gatilhos da asma e pode causar danos graves aos pulmões. 


Pratique exercícios físicos regularmente: a atividade física pode ajudar a melhorar a função pulmonar e reduzir os sintomas da asma. Por segurança, é necessário que a prática de exercícios seja orientada por profissionais competentes, respeitando os limites de cada pessoa. 


Tenha uma alimentação saudável: uma dieta rica em frutas, legumes, verduras e grãos integrais pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico e reduzir o risco de crises de asma. 


Controle o estresse: o estresse pode piorar os sintomas da asma. Pratique técnicas de relaxamento para ajudar a controlar o estresse. 


Mantenha sua casa limpa e livre de alérgenos: aspire tapetes e estofados regularmente, lave as roupas de cama com frequência e use um umidificador (ou desumidificador, dependendo da região onde você vive) para controlar a umidade do ar. 


Tome medicamentos conforme prescrito: é muito importante seguir as instruções do seu médico e tomar os medicamentos para a asma conforme a prescrição. 


Monitore seus sintomas: identifique padrões nos gatilhos que levam às crises. Uma sugestão é manter um diário para registrar seus sintomas e gatilhos. Isso pode ajudar você a tomar medidas para evitar crises. 


Com o tratamento adequado e um estilo de vida saudável, a maioria das pessoas com asma pode controlar a doença e viver uma vida plenamente ativa. Se você tem asma, é importante que consulte um médico regularmente para fazer o tratamento e receber as orientações corretas. 


A asma é uma doença crônica, mas isso não significa que você não possa ter uma vida normal e saudável. Siga as nossas dicas para controlar a asma e evitar possíveis complicações. Na Cliniprev, contamos com um corpo clínico especializado e humanizado para auxiliar no tratamento da asma e em outras questões da sua saúde.  


Acompanhe nossas redes sociais para receber mais conteúdos como este: @cliniprevoficial.




Comments


bottom of page