top of page
  • Foto do escritorCliniprev

Endometriose: o que é, como diagnosticar e tratar a condição

A endometriose é uma condição médica que pode causar dor intensa, cólicas menstruais, sangramento irregular e infertilidade, que tem se tornado muito comum, apesar de nem sempre ter o diagnóstico correto.


Médico com instrumento de colocação do DIU hormonal

Causas da endometriose


Sua causa exata ainda não é totalmente conhecida, mas há várias teorias. A teoria mais aceita é a de que a endometriose é causada por uma condição conhecida como menstruação retrógrada, em que a menstruação não flui em seu fluxo natural para fora do corpo, mas sim para a cavidade pélvica, podendo afetar áreas como os ovários, as trompas de falópio, o intestino, a bexiga ou outras áreas da região abdominal.


Além disso, fatores genéticos e hormonais também podem desempenhar um papel na causa da endometriose. Acredita-se que algumas mulheres possam ter uma predisposição hereditária para desenvolver a condição. Também é possível que os hormônios sexuais femininos, como o estrogênio, podem estimular o crescimento do tecido endometrial.


Sintomas da endometriose


A endometriose pode apresentar uma ampla variedade de sintomas, que podem variar de leves a graves, dependendo da extensão da condição. Os principais sintomas incluem:


  • Dor pélvica: A dor pélvica é um dos sintomas mais comuns. O incômodo pode variar de leve a intenso e pode ser sentido na região abdominal, na parte inferior das costas ou no quadril.

  • Cólicas menstruais: As cólicas menstruais são outra característica comum da endometriose. Elas podem ser leves a intensas e podem ocorrer antes, durante ou após a menstruação.

  • Sangramento menstrual anormal: Mulheres podem ter períodos menstruais irregulares, com sangramento mais intenso ou mais prolongado do que o normal.

  • Dificuldade para engravidar: A endometriose pode afetar a fertilidade e tornar mais difícil para uma mulher engravidar.

  • Dor ao urinar ou defecar: Em casos mais graves, a doença pode afetar a bexiga ou o intestino.


Diagnóstico da endometriose


O diagnóstico da endometriose pode ser desafiador, pois os sintomas podem ser semelhantes a outras condições médicas e, em alguns casos, pode não apresentar sintomas visíveis e exigir uma combinação de exame físico, histórico médico detalhado e exames de imagem ou cirurgia.


Os exames de imagem, como a ultrassonografia, a ressonância magnética ou a tomografia computadorizada, também podem ser usados para detectar a presença da doença. A ultrassonografia transvaginal é um exame comum para avaliar a saúde do útero e dos ovários. Procedimentos cirúrgicos, como a laparoscopia, também podem ser utilizados no diagnóstico.


O tratamento da endometriose depende da gravidade dos sintomas da mulher. Os tratamentos comuns incluem medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios para aliviar a dor, medicamentos para diminuir o crescimento do tecido endometrial, cirurgia para remover lesões e terapias complementares, como acupuntura, fisioterapia e fisioterapia pélvica.


Em alguns casos, uma combinação de tratamentos pode ser usada para aliviar os sintomas. É importante lembrar que a endometriose é uma condição crônica, e o tratamento pode ser necessário ao longo da vida. Consulte um médico se você tiver sintomas ou se tiver preocupações sobre sua saúde reprodutiva.


Essa condição pode ser difícil de detectar e diagnosticar, e o acompanhamento com o médico é essencial para monitorar os sintomas e realizar exames adicionais, se necessário.


A Cliniprev conta com profissionais prontos para oferecer o direcionamento correto sobre a endometriose. Caso tenha alguma dúvida ou algum sintoma, agende o seu atendimento conosco.



Comments


bottom of page